Por Humberto Lima

Algum tempo atrás uma notícia curiosa tomou o mundo: um professor de física da Universidade de Central Florida, Costas Efthimiou, determinou a impossibilidade da existência de vampiros através da regra matemática chamada “Progressão Geométrica”, pois segundo ele, a lenda dos vampiros afirma que cada um mordido por um imortal, nascerá para as trevas no período de apenas três noites.

A lógica de Efthimiou: Em 1 de janeiro de 1600, a população humana era 536.870.911. Se o primeiro vampiro surgisse naquele dia e morresse uma pessoa por mês, haveria dois vampiros até 1º de fevereiro de 1600. Um mês depois, haveria quatro e assim por diante. Em apenas dois anos e meio, a população humana original se tornaria vampira, sem que ninguém deixasse de se alimentar.

Porém, algo foi deixado de lado na equação do Doutor em Física: Vampiros são seres inteligentes, só criam prole quando é da sua escolha e o restante dos humanos é descartado após consumido.

Cuidado! Eles estão por aí!

One thought on “MATEMÁTICA PROVA QUE NÃO EXISTEM VAMPIROS?

  • 4 de junho de 2020 em 17:52
    Permalink

    Existem vampiros que tem humano de “estimação”. Servos dos quais eles se alimentam e que não matam…

    Resposta

Deixe uma resposta para Meg Mendes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *